Especiais

O algoritmo de Deus

Por Joelma Ospedal

A primeira vez que ouvi falar do pastor Antonio Junior (assim mesmo, sem acento nenhum, pra facilitar a busca na web) a informação me veio por meio do advogado e amigo Theo Maia. Admirador do trabalho do pastor, ele me sugeriu, já há algum tempo, que fizesse uma entrevista com ele. Para dar maior peso à sugestão, disse que além da linda pregação online que ele fazia três vezes por dia, todos os dias, o pastor já contava com quase 15 milhões de seguidores. Confesso que achei exagerado, mas fui conferir. Bingo! Realmente, o pastor Antonio Junior não só tem quase 15 milhões de seguidores como é dono, hoje, do maior canal cristão do mundo no YouTube!

Por conta desse sucesso, pensei que fosse difícil o acesso a ele. Errei. De uma simplicidade que encanta, o pastor Antonio Junior me recebeu e ao Theo, em sua casa, em São Sebastião do Paraíso. Tranquilo, sorridente, de prosa boa e envolvente, acabamos perdendo a noção do tempo e a entrevista se estendeu por horas. Sorte nossa. Porque pudemos conhecer melhor esse religioso que é carinhosamente chamado de “meu pastor virtual” pelos milhares de fiéis que o acompanham em suas redes sociais.

Antonio Junior nasceu no interior de Minas Gerais. É casado com Thaís e são os pais de uma duplinha adorável: Lorena e do Daniel. O pastor-influenciador digital, de 37 anos, é também escritor, com 4 livros publicados (veja clicando aqui). Sua rotina de trabalho envolve a produção diária de textos e gravação de vídeos-mensagens, com os quais ele disse que procura ajudar as pessoas a encontrarem a esperança e a salvação por meio de Jesus Cristo.

Sem nunca perder o bom humor, Antonio Junior contou que viveu uma adolescência um pouco rebelde “eu fumava maconha, tinha uma banda de rock e punk rock, cabelo vermelho, só vestia preto e minhas unhas sempre pintadas de preto”. Mas ele disse que teve um encontro com Deus, em 2002, que marcou a sua vida e o fez mudar de rumo. Desde então, ele se dedica a encorajar as pessoas a buscarem um relacionamento com Deus.

Esse homem que é hoje um dos mais relevantes criadores de conteúdo no segmento cristão na internet não sabe explicar o sucesso de suas mensagens. “Pra falar a verdade, nunca achei minha fala especial e meu jeito de falar pouco eloquente… Então, quando penso nesse alcance todo, só encontro uma explicação: o segredo é o algoritmo de Deus”.

Há outros ingredientes. A fala simples, objetiva, e claramente relacionada às coisas do dia a dia da maioria das pessoas, sempre trazendo uma palavra de esperança, acaba por envolver e emocionar seu público. Foi o que aconteceu, também, ao final da entrevista, quando ele propôs uma oração para encerrar nosso encontro.

Confira abaixo, os principais trechos da entrevista:

Folha de Franca – Conte-nos um pouco da sua infância e adolescência e como foi a trajetória até se tornar um homem religioso.

Pastor Antonio Junior – Bem, eu vim de uma família católica, mas nunca tive vínculos fortes com a religião. Sempre que penso nisso, lembro de quando eu tinha uns 10 anos e eu me meus primos subimos numa montanha, aqui mesmo de Paraíso, pra nos aventurar. Quando eu estava lá no alto, olhando a natureza, de repente eu olhei pro céu e pensei de forma muito profunda: “tem que ter alguém, tem que existir alguém pra fazer tudo isso”. E naquela hora me deu uma paz tão forte, que não sei nem explicar. Aquilo me marcou demais, mas não comentei com ninguém na época.

FF – A partir desse episódio, você ficou mais ligado à religião?

Pastor Antonio Junior – Não. Na verdade, fui me tornando um adolescente muito rebelde. Tanto que quando eu tinha 13 anos, eu já bebia, fumava. Comecei até a fumar maconha. Era o inimigo que já me rondava. E minha vida era só isso, festa, bebida, maconha. E eu não via sentido em nada. Hoje eu entendo que tinha um vazio, mas na época não entendia muito bem e segui um tempo assim, sem rumo.

FF – Quando isso começou a mudar?

Pastor Antonio Junior – Um dia um moço passou na minha casa e pediu uma ajuda. Não sei o que me deu, só sei que senti um amor tão grande por aquele cara que eu peguei um monte de coisa na dispensa entreguei para ele. Aí me deu um negócio e pensei: “cara eu vou viver para ajudar os outros”.

FF – E como foi depois desse episódio?

Pastor Antonio Junior – Um dia fui visitar um primo meu que mora em Carmo do Rio Claro e o assunto na família, era ele estava bitolado, que tinham feito uma lavagem cerebral nele, que ele estava muito chato e que ninguém estava suportando mais. Eu fui convidá-lo para a balada, para distrair, tentar ajudar. Quando cheguei no quarto dele, ele estava lendo a Bíblia e estava ouvindo louvor. Já assustei e comecei a zuar ele “vai virar pastor desse jeito” (risos). Conversei com ele e ele começou a dizer “cara, Jesus mudou minha vida. Não vou mais em balada”. Aquilo pra mim foi um absurdo. Na hora falei pra ele “cara, você acabou com sua vida. Você tá novo, ainda, vai ficar nessa?”. Bem, no dia seguinte voltei pra conversar com ele. E ele me falou tanto sobre Jesus, sobre porque Jesus veio, sobre a Bíblia e eu fiquei maravilhado. Eu estava com 18 anos e nunca tinha visto alguém falar daquele jeito. Foi quando eu disse que queria ser como ele. E ele, que me conhecia bem, sabia que eu era muito impulsivo e me disse: “você é fogo de palha daqui a pouco você está largando mão disso. Então, se você quiser mesmo, não vai na igreja, ainda. Do jeito que você é, você vai frustrar. Deixa que te ensino a Bíblia”. E assim comecei a aprender.

O Pastor Antonio Junior em sua casa que é o seu estúdio de onde grava seus vídeos que são publicados para seus quase 15 milhões de seguidores

FF – E como foi esse aprendizado?

Pastor Antonio Junior – Nas semanas seguintes fui ao Carmo todo final de semana e ele sempre me ensinando, mas ele achava que eu não tomava jeito (risos). Quanto mais ele falava, mais pras baladas eu ia. Só sei que depois de um tempo, numa de nossas conversas, me veio uma paz, uma alegria que eu não sei explicar. Viramos a noite conversando, até 10h da manhã. Ele me disse que eu tinha que me arrepender e aceitar Jesus.

FF – Foi aí que você começou a mudar?

Pastor Antonio Junior – Que nada! Aquilo me deu tanto medo, que fiquei com paranoia (risos). Falava com meus amigos na escola que eu queria saber se eles também passavam por aquilo. Eu sentia como se houvesse uma luta do bem contra o mal. O meu lado do bem querendo buscar Deus, do outro puxando pro pecado.

FF – Como resolveu essa questão?

Pastor Antonio Junior – Fui ficando com tanto medo que pensei “tenho que ir numa igreja”. Pouco depois, combinei com meu primo dois amigos e começamos a frequentar. Um dia fui numa vigília e Deus visitou todos ali. Nós quatro ficamos só olhando. Nós não tínhamos nos convertido. Mas na hora eu falei sem eu pensar. “Deus vai falar comigo agora”. De repente um presbítero falou “tem alguém aqui que está numa turbulência pensando que vai morrer”. Eu pensei que alguém tinha falado da minha vida pra ele. E ele fez o convite. Eu levantei naquela hora ouvi aquela voz de novo dizendo que eu precisava me arrepender, passou um filme na minha cabeça de coisas erradas que eu estava fazendo, fui me arrependendo, foi me dando um quebrantamento tão grande, até que eu entreguei minha vida pra Jesus e falei: “Deus por amor a ti eu abro mão de tudo” Isso foi em 2002. Tive um encontro com Deus e foi uma mudança da água pro vinho.

“Um dia um moço passou na minha casa e pediu uma ajuda. Não sei o que me deu, só sei que senti um amor tão grande por aquele cara que eu peguei um monte de coisa na dispensa entreguei para ele. Aí me deu um negócio e pensei: ‘cara eu vou viver para ajudar os outros'”

FF – Como assim?

Pastor Antonio Junior – Pra você ter uma ideia, eu só queria ler a bíblia, louvar e ir pra igreja. Não conseguia nem usar roupa preta mais. Aí começou a luta em casa, porque meus pais e minha irmã não entenderam.

FF – O que aconteceu?

Pastor Antonio Junior –Mudei pra Franca, mas eu não gostava de trabalhar. Eu queria ser hippie, né? (risos). Mas entendi depois que tinha que dar um bom testemunho, mostrar que eu era diferente. Fui trabalhar com meu pai na loja de foto dele. Queria agradar meu pai, mas não conseguia me sair bem. Eu ainda buscava qual era meu chamado. E Deus não falava comigo. Até que um dia, depois de muita oração, Deus me batizou pelo Espírito Santo e depois me chamou para ser pastor

FF – Como foi esse chamado?

Pastor Antonio Junior – Eu fui a um congresso em Ribeirão Preto e Deus falou muito comigo, foi ali que me chamou pra ser pastor. Eu vi um anjo e ele colocou uma coroa na minha cabeça e disse: “essa coroa tem muitas pedrinhas. São as almas que você vai gerar pra mim”.

FF – Foi aí que você se encontrou?

Pastor Antonio Junior – Na verdade, o ano seguinte foi o mais difícil que já passei. O inimigo me tentou de toda forma, eu não conseguia nem trabalhar, só pensava nessa visão do anjo, até reprovei na faculdade (Publicidade na Unifran. Se formou posteriormente. Também é formado pelo Seminário Teológico Carisma da Igreja Batista de Alagoinha, Belo Horizonte).

Um dia tomei coragem e falei pro meu pai que eu tinha um chamado e que não aguentava mais e tinha que cumprir meu chamado. Não tinha cabeça para mais nada. Eu achei que meu pai não fosse entender. Mas ficou impactado e me deu todo apoio. E assim comecei a cumprir meu chamado como pastor.

FF – Você atuou quanto tempo como pastor, antes de ir para as redes sociais?

Pastor Antonio Junior – Eu trabalhei durante 7 anos com jovens. Mas não foi muito pra frente e eu fui ficando frustrado. Eu pensava que Deus tinha falado tanto que eu ia ser pastor e que eu ia pregar para o Brasil inteiro e eu não conseguia pregar nem pra 50 jovens (risos). Um dia a própria liderança da igreja me disse que eu não levava jeito pra ser pastor, que eu não tinha um chamado, que minhas pregações davam muito sono. Eu fiquei tão frustrado que pensei, nem vou voltar mais nessa igreja. Nesse momento, eu já era casado, e minha esposa me ajudou muito me dizendo que eu tinha que perdoar e orar. E fiz isso. Eu queria saber por que era tão tímido, porque dava sono…um dia senti Deus falando comigo e senti muito forte no coração “as pessoas não querem te ouvir na sua igreja, comece a evangelizar na internet”. No dia seguinte criei uma página no Facebook.

“Eu fui a um congresso em Ribeirão Preto e Deus falou muito comigo, foi ali que me chamou pra ser pastor. Eu vi um anjo e ele colocou uma coroa na minha cabeça e disse: ‘essa coroa tem muitas pedrinhas. São as almas que você vai gerar pra mim'”

FF – E como foi seu primeiro contato com as redes sociais, já evangelizando?

Pastor Antonio Junior – Coloquei o primeiro post e nada. O segundo, e nada. Isso era 2013. No terceiro post começou um ou outro comentário positivo. Quando terminou aquele mês já tinha 9 mil seguidores. Em 3 meses 50 mil.

Fui me dedicando cada vez mais aquilo, muitas horas por dia, e foi ficando difícil conciliar com trabalho, casa, família…  Pedi a Deus para me abrir uma porta. Um dia uma empresa do Rio de Janeiro (a Match.com, dona do Tinder) me convidou para ser o porta-voz do aplicativo evangélico de namoro deles. Com esse trabalho, que já era o que eu fazia, falar de Deus e de relacionamento cristão, comecei a ganhar o dobro e pude me dedicar exclusivamente a isso. Fiquei 2 anos fazendo isso.

FF – E suas redes sociais, como estavam nesse momento?

Pastor Antonio Junior – Deus foi me dando direção, criei meu site, e isso foi me mantendo. Em janeiro de 2015 comecei a postar no meu canal do YouTube. Em dezembro já tinha quase um milhão de seguidores, sem impulsionar ou patrocinar. Muita gente quer descobrir o que fiz, como alcancei esses números e é quando eu falo que não tem explicação, foi o algoritmo de Deus.

FF – Como são seus números hoje?

Pastor Antonio Junior – Somando tudo dá 14,5 milhões de seguidores.

FF – E como é essa responsabilidade de falar com tanta gente, todos os dias, interferir na vida delas?

Pastor Antonio Junior – Eu tento imaginar como se tivesse uma pessoa só me vendo. Não fico olhando números, nem falando muito disso, pra não subir pra cabeça. Tento falar com jeito simples que qualquer pessoa possa entender.

FF – Como você se define diante desse sucesso todo? Um digital influencer cristão?

Pastor Antonio Junior – O pessoal me chama de Pastor do povo. Gosto disso, porque sempre quis falar com todos.

FF – E de onde vem a inspiração para os posts?

Pastor Antonio Junior – Muitos são das perguntas e comentários que o pessoal envia. Quando não domino o assunto, vou estudar, pesquisar. É bom que eu aprendo, também. E sempre baseado na palavra e focado em trazer esperança. Acho que isso atrai também, porque tem muito católico, espírita, pessoas de terreiro de candomblé comentando que gosta, que temos o mesmo Jesus. Tem até ateu falando “não acredito em Deus, mas amo suas mensagens”, (risos). E também desigrejados, que são aquelas pessoas que não vão mais na igreja.

FF – Você se considera um desigrejado?

Pastor Antonio Junior – Não, porque eu vou na igreja. Eu trabalho na igreja. Sou pastor auxiliar na Primeira Igreja Presbiteriana de São Sebastião do Paraíso. E eu sempre prego que a internet é uma extensão, que não tem que deixar de ir à igreja. Algumas não vão. Mas não vejo que isso impeça ela de ter relacionamento com Deus e não julgo. Até porque tem muita gente que está na igreja e está longe de Deus. O inimigo, na verdade, não quer te tirar da igreja, ele quer te tirar da presença de Deus.

FF – A pandemia interferiu no seu trabalho nas redes sociais? Ajudou a aumentar o número de seguidores?

Pastor Antonio Junior –A pandemia tem um lado positivo e um negativo. O lado positivo é a mensagem está chegando em lares de pessoas que nunca foram à igreja. O lado negativo é que muita gente acaba se acomodando e não vai, mesmo.

Eu tento imaginar como se tivesse uma pessoa só me vendo. Não fico olhando números, nem falando muito disso, pra não subir pra cabeça. Tento falar com jeito simples que qualquer pessoa possa entender

FF – Mas houve crescimento de seguidores?

Pastor Antonio Junior – Não tenho ideia exata do quanto cresceu por conta da pandemia. Penso que o crescimento vem se mantendo na média.

FF – De quanto é esse crescimento?

Pastor Antonio Junior – Hoje cresce uma média de 12 mil novos seguidores por dia.  

FF – Em quais regiões você é mais ouvido?

Pastor Antonio Junior – São Paulo, Rio e Belo Horizonte. Tem gente de Portugal e Angola, também, porque falam português.

FF – Qual é o perfil do seu público?

Pastor Antonio Junior – Tanto no YouTube, no Facebook e Instagram é o mesmo público: 75% são mulheres de 25 a 55 anos. E, no geral, passando por problemas.

Frase na entrada do estúdio do Pastor Antonio Junior

FF – Qual é o tipo de problema mais comum que elas relatam?

Pastor Antonio Junior – Os problemas financeiros se agravaram muito com a pandemia. Inclusive, tenho no meu site um lugar para fazer doação que a gente reverte para os mais necessitados. Arrecadamos cerca de R$ 25 mil por mês.

FF – E além da questão financeira, qual outro problema que os fiéis apresentam?

Pastor Antonio Junior – Problemas relacionados à depressão aparecem muito! Problemas de relacionamento e família, também.

FF – Você consegue interagir com seu público, responder os comentários?

Pastor Antonio Junior – Infelizmente tomou uma proporção que não consigo interagir com todos, senão não faço mais nada. E tenho que focar nas mensagens.

O Pastor Antonio Junior e o advogado e fã Theo Maia

FF – Quais seus planos com relação à pregação virtual?

Pastor Antonio Junior – Continuar fazendo o que estou fazendo. Quero poder ajudar as pessoas.  Já surgiu proposta para ficar maior, mas tem um versículo que Davi fala assim: “eu não procuro coisas grandes demais pra mim”.

FF – Mas Paraíso não ficou pequena pra você?

Pastor Antonio Junior – Já recebi convite pra ir pra São Paulo. Mas nasci aqui e gosto daqui. Minha sogra mora aqui perto, dá pra ir de chinelo (risos), meus amigos moram perto e a gente se vê sempre. Eu priorizo isso.

Joelma Ospedal

É jornalista e apaixonada por comunicação.

15 Comentários

    1. O senhor é um exemplo de fé e onde estiver será sempre ouvido e que eu possa fazer parte, pois a maior missão é salvar as almas.Sua simplicidade e de sua bela família cativa , Deus o usará e não perca sua modéstia. Obrigado

    2. Eu me chamo vankerla faz dois anos que entreguei minha vida pra jesus atravéz do pastor Antônio Júnior eu tava passando por momentos muito difícil e depois q deus me chamou atravéz dele fiquei muito feliz e senti uma paz na qual nunca senti . E até hoje sigo o pastor Antônio Júnior nas redes sociais e acompanho os vídeos diários e me ajuda muito , e ajuda eu compartilhar pra outras pessoas.. esse pastor e uma benção em nossas vidas… Chorei muito lendo toda a matéria. Chorei de emoção 😢

  1. Gostei muito da reportagem e admiro como o pastor mantém a clareza, a simplicidade e a humildade pra atingir tantas pessoas. O senhor é muito usado por Deus e está abençoando milhares de pessoas. Que Deus abençoe sua vida, família e ministério.

  2. Quando descobri essa pregação me passou uma tranquilidade inesplicavel sempre estou escutando ,Eu escutava ele no sentimentos de outra pessoa ,Aí descobri que ele tinha a voz de um amigo de santo Antônio da alegria pertinho dai

  3. Nossa que entrevista emocionante. Parabéns pela entrevista. Sigo o Pastor Antônio Júnior há anos,Deus tem operado na minha vida através das mensagens do Pastor. Deus abençoe!

  4. Que benção!
    Pastor Antônio Júnior é um presente de Deus em nossas vidas, muito usado pelo Senhor para nos ajudar.
    Todos os dias o acompanho, considero como alguém bem próximo e oro pela sua vida todos os dias.
    Que Deus abençoe a todos!!!

  5. Eu gosto muito das pregações do pastor desda época do Orkut mas só curtia poq achava legal mas não entendia nada a respeito do que está falando, hj sou evangélica e a 3anos comecei a ouvir com frequência o pastor de manhã e a noite foi me senivando e puxando minhas orelhas tbm por ele fala bastante de renuncia até consegui algumas tipo cigarro, bebida, festas por eu era muito festeira, mas hj tudo o que o pastor prega fala muito comigo, passo prós meus amigos alguns tbm agora não ficam sem ouvir as orações dele, eu 😭 muito quando o pastor fala q pra Deus ouvir todas as minhas orações preciso me libertar de todos os meus desejos e ainda tenho um que tento mas não consigo 😭 mas eu creio que Deus vai fazer o melhor pra mim 🙏 quero agradecer o pastor Antônio Júnior por se dedicar as essas orações maravilhosas que fala muito com a gente 🙏🙏 na vida sentimental, financeira e profissional que graças a Deus hj minha família vive na paz de Deus 🙏 cada um na sua religião 🙏 poq já vivemos um inferno onde nem podia se encontrar pense quase se matavam a bebida é um dia grandes mal numa família 🙏 obrigada Deus continue abençoando o pastor Antônio Júnior e sua família 🙏

  6. Deus te abençoe pastor, excelente entrevista.
    Minha irmã em Cristo enviou pra mim assistir, oração da manhã.
    Aceitei Jesus tem uns três anos, peço a Deus sabedoria,minha família e católica, ficam chamando santinha do pau oco etc
    Estou feliz em Cristo Jesus 🙏🙏🙏

  7. Joelma, parabéns pela entrevista, foi muito bem conduzida. O tema é excelente, principalmente nos tempos atuais, bom ver pessoas disponíveis para ajudar ao proximo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo