Especiais

Psicóloga e professora transforma experiência profissional em consultoria especializada

“Encontraremos um caminho ou faremos o nosso” – Aníbal

Aos 54 anos e esbanjando disposição, Cléria Bittar é prova de que é possível, sim, se reinventar sempre.

Psicóloga e professora universitária com mais de 20 anos de experiência, Cléria decidiu usar todo o conhecimento acumulado ao longo dessas mais de duas décadas atuando na área acadêmica e passou a prestar serviços de assessoria e consultoria para pessoas físicas e também empresas. Foi assim que nasceu a CB – Assessoria e Consultoria.

Sua tutoria acadêmica e mentoria dirigida já ajudaram dezenas de estudantes e profissionais a formularem um projeto de pesquisa de excelência.

O segundo segmento da empresa – Educação & Saúde – é oferecido para pessoas jurídicas – empresas, instituições e órgãos do poder público (sobre o qual falaremos mais abaixo).

Atenta e dinâmica, além da bagagem que a rotina profissional lhe trouxe, Cléria está sempre estudando e se preparando para novos desafios. Um exemplo é quando fez pós-doutorado na  Espanha, no Instituto de Estudos de Mulheres da Universidade de Valencia, onde desenvolveu um trabalho sobre as mulheres em posição de liderança nas carreiras profissionais, ainda em 2005, quando o assunto nem era uma pauta tão presente.

A passagem pela capital da paella deixou ensinamentos para Cléria seguir atuando no desenvolvimento de projetos sobre diversos temas semelhantes: “De lá para cá tenho desenvolvido trabalhos de gênero, mas gradualmente outros temas foram sendo agregados dentro da perspectiva da Interseccionalidade como raça, etnia e diversidade. Creio que é muito importante essa discussão, pois vejo que, atualmente, muitas empresas a despeito de adotarem iniciativas e políticas afirmativas para corrigir as desigualdades impostas por uma cultura misógina, machista, racista e homofóbica, não conseguem manter a eficácia e efetividade destas ações. Elas esbarram no viés inconsciente, preconceitos e estereótipos dentro da própria organização, o que nem sempre é fácil detectar ou reconhecer. Em outras palavras a empresa muitas vezes quer programar estas mudanças, mas encontra resistência por parte de alguns, o que inviabiliza ou prejudica a ação.” E a consultoria de Cléria ajuda empresas nesse particular, também.

Educação e Saúde

A CB – Assessoria e Consultora – Educação & Saúde nasceu em meio à pandemia. Depois de trabalhar por mais de vinte anos na educação superior ( docência e pesquisa) e de ter atuado na área da saúde mental, Cléria uniu essas especialidades. Da junção destas duas áreas, nasceu o desejo de fazer algo que pudesse ajudar as pessoas/empresas e que pudesse contemplar sua longa experiência profissional. A tutoria envolve todo o planejamento e o acompanhamento de todas as etapas de execução de um projeto de pesquisa desde a definição do tema e dos objetivos até a escolha do método com seus procedimentos de coleta de dados. Da mesma forma, o trabalho de mentoria profissional oferecido para docentes e psicólogos é também realizado individualmente e visa auxiliar aqueles profissionais em início de carreira ou aqueles que estão em transição.

Ela não nega que foi difícil largar a vida de “assalariada” com carteira registrada para se arriscar no mundo dos empreendimentos. “Mas me sinto motivada e gostando dos resultados. Ter recebido o apoio e incentivo de pessoas da minha confiança foi fundamental para que eu encarasse esse desafio. Eu poderia ter continuado a vida sem me arriscar, mas penso que se fizesse isso, não estaria respeitando minha biografia, minha trajetória”.  

Para contratar os serviços ou saber muito mais sobre, entre em contato em [email protected].

Você também pode acessar o site www.bittarconsult.com.br para obter informações detalhadas.

Dificuldades e desafios profissionais

Como todos nós, Cléria também busca se adaptar aos tempos digitais e conta como está sendo esse processo. “Conciliar um trabalho que é ‘artesanal’ com a velocidade do mundo digital é o caminho e não tem volta. Felizmente não tenho problema com a tecnologia, ao contrário, adoro. Dou aula online, faço orientação, reunião, tutoria, facilitação de grupos, tudo online. Mas para sobreviver neste universo, é preciso um passo além, que é manter uma rotina de produção de conteúdo que toma tempo, mesmo que você delegue para alguém. Além disso, acredito que a mensagem tem que agregar algo de positivo na vida das pessoas. Digo isso, pois sinceramente tenho visto diversas coisas ruins na internet, que é muito democrática porque no mesmo espaço convivem os profissionais sérios com outros despreparados. Em nome desta ‘democracia’ digital é preciso ser muito criterioso na comunicação para que fique muito claro nosso compromisso profissional e ético”, disse.

Para além do profissional

Divorciada, Cléria Bittar é mãe do economista Sfefano, de 30 anos, que atualmente mora em São Paulo, e de Sofia, de 27 anos, que estuda e trabalha em Londres, na Inglaterra.

Dentro de uma rotina cheia de trabalho, Cléria não abre mão de tirar um tempo para si, quando descansa e curte seus animais de estimação. “Atualmente cinco gatos e um cachorro que são meus companheiros de jornada. Acredito que eles nos ensinam o valor da lealdade e das coisas mais simples”.

Cléria também faz questão de se organizar para ter tempo livre para seus hobbies. “Gosto de ler, assistir documentários e cinema. Adoro cinema! Gosto do ritual de ir ao cinema e sinto falto de salas de exibição de filmes fora do circuito comercial, Tipo cine clube. Agora meu hobby predileto é viajar! Adoro viajar e infelizmente é uma das coisas que mais estou sentindo falta nesse momento de pandemia”, revela.

Cléria disse que gosta de qualquer forma, com amigos, filhos, mas que aprendeu a amar a própria companhia. “Faço muitas viagens sozinhas e acho que toda mulher deveria experimentar. É um momento de apreciar sua própria companhia, aprender coisas respeitando seu próprio ritmo. Sinto necessidade disso, preciso de meus momentos de introspecção. Sendo pessoa muito ativa e dinâmica e tendo um ritmo de trabalho intenso, as vezes necessito destes momentos de recolhimento”, disse ela.

Outra coisa que Cléria adora e não abre mão é tomar café com as amigas. “Adoro recebê-las em casa! Considero importante investir nosso tempo na  afetividade e no amor de amigos. Como diria o poeta Vinícius de Moraes: ‘A amizade é um sentimento mais nobre do que o amor”.

Um Comentário

  1. A Unifran perdeu uma grande professora. Aliás a Unifran perdeu quase tudo que a tornava uma universidade seria né ! Cleria foi uma das minhas melhores professoras, atualizada e comprometida com todos os caminhos do saber. Parabéns nesta jornada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo