Local

Acidente em prédio do Sesc Franca completa 1 mês; obra segue embargada

O acidente que terminou com uma morte e mais de 20 feridos nas obras do Sesc Franca completa um mês nesta segunda-feira, 19. Era uma sexta-feira, por volta das 11 horas, quando a tragédia aconteceu. Equipes do Corpo de Bombeiros de Franca e outras cidades, assim como o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e ambulâncias de hospitais privados de Franca, trabalharam no resgate que se estendeu por algumas horas.

O desabamento de parte da obra do Sesc Franca acabou com a morte do operário José Luís Balduino, de 51 anos. Ele morava em Serrinha, na Bahia. Outros seis vítimas também precisaram ser internadas, um deles em estado grave. Os trabalhadores passaram por atendimento na Santa Casa de Franca e a última vítima, que chegou a passar uns dias na UTI (Unidade de Terapia Intensiva), foi liberada no dia 4 de abril.

Alguns dias após o acidente, a Prefeitura anunciou o embargo da obra para o trabalho da perícia. Na ocasião, a administração municipal informou que a medida havia sido tomada após vistoria e relatório apresentado pela equipe de técnicos e fiscais da Secretaria de Infraestrutura, como medida preventiva para resguardar a integridade do local para o trabalho e apuração por parte da perícia técnica. Hoje a Prefeitura confirmou que a obra segue embargada até a conclusão do trabalho da Perícia.

Procurado, o Sesc São Paulo informou, por meio de nota encaminhada à Folha de Franca, que “a obra da futura unidade em Franca segue embargada até a conclusão dos trabalhos da perícia. Até o momento, nenhum laudo foi emitido sobre o que pode ter ocorrido”.

O Sesc afirmou ainda que tem garantido todas as condições para que a apuração seja realizada com qualidade e contratou uma empresa especializada para acompanhar os trabalhos de verificação das causas do acidente, em apoio aos procedimentos que já vêm sendo conduzidos pelos órgãos oficiais e pela JZ Engenharia, construtora responsável pela execução da obra. “O Sesc está em diálogo permanente com os acidentados e segue em contato com a construtora para assegurar que as vítimas e seus familiares estejam recebendo todo o apoio psicológico, social e financeiro neste momento. O Sesc São Paulo aguarda a conclusão dos laudos para que se determinem com precisão os fatos e se apurem as responsabilidades pelo acidente ocorrido durante a concretagem da laje.”

Não há previsão para a retomada das obras. Inicialmente a entrega da unidade de Franca do Sesc estava prevista para acontecer no segundo semestre de 2022.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo