Local

Engler apresenta projeto para classificar Franca como município de interesse turístico

O deputado estadual Roberto Engler (PSB) apresentou, na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, projeto de lei que classifica Franca como MIT (Município de Interesse Turístico). Se aprovada, a medida significa reforço do orçamento destinado ao Turismo na cidade.

Atualmente, são 140 MITs em todo o estado de São Paulo que recebem, anualmente, R$ 640 mil em recursos estaduais. “A apresentação do projeto é o primeiro dos passos para que Franca possa ser incluída nesse rol, disse Engler.

A iniciativa do deputado estadual Roberto Engler ocorreu depois de sugestão apresentada pelos vereadores de Franca, Daniel Bassi (PSDB), Lindsay Cardoso (Cidadania) e Ronaldo Carvalho (Cidadania).

“Vejo com entusiasmo a possibilidade de Franca se tornar município de interesse turístico. Não apenas pelo reforço de verbas, mas também porque isso vai fomentar investimentos, movimentar o comércio, gerar empregos. Conto com a força do deputado Roberto Engler para conseguirmos esse avanço”, disse o vereador Daniel Bassi.

Publicado no Diário Oficial da última terça-feira (20), o projeto de lei 248/2021 inicia a tramitação pelas comissões temáticas da Assembleia Legislativa ao longo das próximas semanas.

Falta muito

A presidente do Comtur (Conselho Municipal de Turismo de Franca), Rosana Branquinho, é a maior entusiasta no processo para que Franca chegue a MIT – Município de Interesse Turístico, mas explica que ainda falta um longo caminho a percorrer para que este pleito tenha reais chances de sucesso.

Rosana diz que sem a atuação do poder público municipal, é quase impossível avançar. “Este é um processo burocrático e que passa, necessariamente, pela ação da Prefeitura, senão, pouco pode ser feito. Existem várias outras ações que precisam ser executadas, muita documentação a ser preparada e depois tudo isto deve ser entregue a um deputado estadual para para, aí, sim, estarmos em condições de pleitear o reconhecimento como MIT”, disse Rosana, que é Turismóloga e Mestre em Desenvolvimento Regional.

Entre as ações necessárias, Rosana, destaca que é preciso atualizar o Plano Diretor de Turismo; aprovar nova legislação do Comtur e realizar pesquisa de demanda turística. “Vai ser ótimo quando formos classificados como MIT. Além da verba anual no valor de 600 mil reais destinada às cidades a partir de projetos apresentados pela Prefeitura, será importantíssimo termos o reconhecimento do município como destino turístico. Essa classificação demonstra que estamos preparados para atrair turistas e manter aqueles que já procuram a cidade para tratar de negócios e direcioná-los para roteiros turísticos na cidade ou integrados com a Região. Isso, claro, vai gerar movimentação financeira e fazer girar a roda da economia na cidade, como hotéis, bares, restaurantes, e na cadeia produtiva como um todo. Só precisamos contar com o interesse de todos para fazer Franca avançar, pois está muito atrás do que precisa para ser classificada como de interesse turístico neste momento”, disse

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo