Local

Francanas criam grupo para ajudar famílias carentes durante a pandemia

A pandemia da Covid-19 transformou a vida de muitas pessoas e fez com que muitas famílias enfrentassem dificuldades ao longo do último ano. Foi pensando em ajudar essas pessoas que nasceu, em abril do ano passado, o projeto “Olhos do Bem”, iniciativa que ajuda famílias carentes de Franca. Inicialmente o projeto foi criado a partir da ideia de duas amigas e teria o intuito de informar e divulgar projetos e campanhas sociais existentes na comunidade francana. O intuito era facilitar o engajamento de campanhas e iniciativas já existentes e em andamento e, com isso, aumentar a visibilidade e arrecadações. Mas, com o desenvolvimento do projeto e o ingresso de mais amigas no grupo as idealizadoras perceberam a necessidade de apoiar diretamente as ações e passaram a receber doações. “O objetivo inicial era informar o que cidadãos de Franca e ONGs têm feito para ajudar a cidade em relação ao coronavírus. A partir de maio demos um segundo passo e começamos a receber e entregar arrecadações de alimentos, roupas, itens para bebês, móveis, dentre outras”, conta Ana Júlia Martiniano, uma das idealizadoras do projeto que hoje conta com 14 voluntárias.

Em um ano de projeto o grupo já ajudou aproximadamente 300 famílias, principalmente com cestas básicas. Mas a demanda e os desafios, segundo as meninas, é cada dia maior. “Quando o projeto foi criado, no início da pandemia em abril de 2020, havia muita movimentação do voluntariado e de cidadãos francanos”, conta Ana Júlia. “Atualmente, na nossa percepção e de outros grupos que temos contato, as doações diminuíram drasticamente ao passo que as pessoas que necessitam de apoio aumentaram, portanto, é necessário mais do que nunca que as pessoas que têm condição de ajudar de alguma maneira apoiem esses projetos sociais e ajudem na arrecadação e divulgação para que consigamos atender os inúmeros pedidos recebidos. E a fome tem pressa”, completa.

Ao longo deste um ano de existência as voluntárias do projeto já realizaram campanhas em parceria com o artista Lucas Cassarotti com molduras da Masc, venda de ecobags e camisetas; venda de rifa que com ajuda de 12 parceiros que proporcionou a realização do mês das crianças e a campanha de Natal; e ainda a venda de paella mineira que contou com parceria do ICOL (Instituto de Capacitação e Orientação Livre).

Futuro

O sonho do “Olhos do Bem” é ampliar ainda mais a rede de atuação e torná-la cada vez mais eficaz. “Queremos dar um próximo passo oferecendo capacitação, pois acreditamos que a educação transforma vidas, gerando oportunidades de independência e autonomia”, disse Ana Júlia.

Como ajudar?

Para ajudar, basta entrar em contato em algumas das redes sociais do projeto “Olhos do Bem”: pelo Instagram @olhosdobem.br; e-mail [email protected] ou Facebook https://www.facebook.com/olhosdobem/

Além de arrecadar diretamente alimentos e os outros itens, o grupo realiza campanhas para gerar renda e reverter o lucro em nossas ações. Atualmente está em andamento uma campanha de venda de camisetas produzidas em parceria com o artista Lucas Cassarotti. As peças são exclusivas e limitadas. O valor é de R$65 e o pagamento pode ser realizado com cartão de crédito, Pix ou Picpay. Toda a renda é direcionada para a compra de cestas básicas para as famílias que são assistidas pelo “Olhos do Bem”. Para comprar é só entrar em contato pela página no Instagram @olhosdobem.br ou direto com a Maria, responsável do grupo pelas vendas: (16) 99226-0550.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo