Local

Mãe faz vaquinha para tratamento com canabidiol de criança de 7 anos

A mãe da pequena Isabella Fernandes Cândido, de 7 anos, iniciou uma vaquinha em busca de ajuda para comprar canabidiol. O medicamente é o único, segundo Fabíola Patrocínio Fernandes, que tem controlado as convulsões da filha. A menina tem polimicrogiria, doença que causa sintomas neurológicos graves devido às malformações que ocorrem durante o desenvolvimento fetal. “Minha filha nasceu com polimicrogiria e com apenas 1 anos e 3 meses começou a convulsionar. Antes estas crises se repetiam com intervalos longos, entre vários meses, mas, infelizmente, no ano passado o quadro se agravou”, conta.

Com a filha sofrendo até dez convulsões em apenas um dia, depois de várias internações e consultas, uma médica indicou o canabidiol para o tratamento. “A Isabella tomou as primeiras doses em janeiro e desde então ela não teve mais nenhuma crise. As convulsões constantes estavam atrasando o desenvolvimento da minha filha e agora já vejo uma melhora na parte cognitiva e motora dela.”

Segundo a mãe, o frasco do medicamento, que dura aproximadamente 45 dias, custa, em média, R$ 2,3 mil. Ela agendou atendimento na Defensoria Pública para buscar na Justiça o fornecimento do medicamento mas, enquanto não consegue, conta com ajuda de familiares e amigos para comprar o canabidiol e seguir o tratamento. “Conheço uma mãe que até conseguir a liberação do medicamento teve o pedido negado seis vezes. Somente com o canabidiol eu vi minha filha ter mais qualidade de vida, por isso estou buscando essa ajuda”, disse. “É desesperador acompanhar as crises, minha filha está mais comunicativa e ativa, por isso estou buscando formas de manter o tratamento”, finalizou.

Quem quiser poder apoiar a campanha diretamente na vaquinha através do link https://vaka.me/1716259.

Atualmente mãe e filha moram com a avó, no Jardim Brasilândia, em Franca. A mãe, que não consegue trabalhar já que a menina precisa de cuidados 24 horas por dia, recebe apenas um auxílio do governo. Com o valor ela custeia os outros remédios da menina, além do plano de saúde de Isabella. Para as demais despesas ela conta com o apoio da família e amigos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo