Local

Prefeitura embarga obra do Sesc após acidente que matou 1 trabalhador e deixou 21 feridos

A Prefeitura embargou as obras do Sesc Franca após o acidente que matou 1 trabalhador e deixou outros 21 feridos. A decisão foi tomada após uma vistoria e a apresentação de um relatório pela equipe de técnicos e fiscais da Secretaria de Infraestrutura.

De acordo com a Prefeitura, o embargo é uma medida preventiva para resguardar a integridade do local para o trabalho e apuração por parte da perícia técnica. A obra permanecerá embargada até a finalização da perícia técnica e seus respectivos laudos, providências já tomadas pela Polícia Civil, Defesa Civil e pela própria diretoria do Sesc/Franca.

De acordo com o último boletim divulgado pela Santa Casa de Franca, o jovem João Paulo Cintra Silva, 25 anos, última vítima do acidente que ainda segue hospitalizado, apresentou melhora e está estável. Até o início da tarde desta sexta-feira, 26, ele aguardava transferência para a enfermaria.

Sesc

Em nota, o Sesc São Paulo confirmou o embargo da obra e afirmou que “segue em diálogo com a prefeitura e os órgãos competentes para retomar os trabalhos”. A instituição também afirmou estar em contato direto com as vítimas e seus familiares para prestar todo o apoio psicológico e social. Os funcionários do Sesc seguem trabalhando no acompanhamento do projeto e a instituição colocou sua estrutura na região à disposição.

Sobre a alegação de alguns funcionários de que um dos motivos que poderiam ter provocado a tragédia seria a aceleração para o andamento da obra, o Sesc São Paulo informou “que até o dia do acidente o cronograma da obra estava em dia e sem atrasos. O ritmo da construção seguia o habitual e de acordo com os prazos estabelecidos e que em nenhum momento houve a necessidade de aceleração dos trabalhos”.

Para finalizar, a instituição disse que seguirá trabalhando para viabilizar o retorno da obra com total segurança, após conclusão do rigoroso trabalho da perícia e liberação de todas as instâncias de fiscalização. O Sesc também esclarece que, no momento, não é possível confirmar se o prazo inicial estabelecido para a conclusão e inauguração da unidade, agosto de 2022, será mantido.

A tragédia

O desabamento de uma laje nas obras do Sesc Franca, que aconteceu no último dia 19, terminou com um trabalhador morto e outros 21 feridos.

A vítima fatal do acidente era o operário José Luís Balduino, de 51 anos. Ele morava na cidade de Serrinha, na Bahia, junto com a família e estava em Franca para o trabalho na obra do Sesc.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo