Local

Presidente da Ajesp/Franca se posiciona contra a demora na reposição salarial e de benefícios

O Presidente do TJ-SP Ricardo Mair Anafe, fez a abertura e participou presencialmente da reunião das Entidades, ocorrida na manhã desta quinta-feira, 12, quando disse que o TJ-SP aplicou o índice possível de reposição salarial para este ano, inclusive, com recebimento de R$ 100 milhões vindos agora do Executivo; deixando em seguida a reunião aos cuidados dos Juízes e Assessores. Afirmou ainda que pretende reajustar os valores dos auxílios saúde, alimentação e transporte, desde que seja aprovada na ALESP, a Lei de Custas (Projeto 752/2021).

Sobre este assunto, o Diretor desta AJESP, Samuel de Oliveira, presente na reunião, argumentou que é praticamente impossível aguardar-se tão longo período para que os referidos auxílios, especialmente o da saúde, sejam reajustados; especialmente diante da extrema defasagem que estão sofrendo nesses requisitos.

Além disso, questionou intensamente, ainda, a perda salarial de 28,4% em seus vencimentos, perante a ínfima reposição que nos foi contemplada neste ano. Afirmou ainda o Presidente, que já pediu a retirada dos artigos 6º e 7º, do projeto 752/2021 que diminuía o valor pago pelas diligências gratuitas.

De outro modo, os Juízes Assessores afirmaram que a realização de duas reuniões com as Entidades é prova do interesse do TJ em conversar com os servidores; o que consideramos que não é correto, pois argumentamos de que seria necessária uma reunião mensal ou a cada dois meses.

Estaremos pleiteando que este contato com o Tribunal seja constante, mais que traga resultados efetivos para nós Servidores e Servidoras.

Samuel de Oliveira

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo