Local

Reforma do antigo Centro Pop deve custar R$ 310 mil aos cofres públicos

Durante a coletiva de imprensa realizada pelo prefeito Alexandre Ferreira (MDB), na última segunda-feira, 12, onde foi feita a prestação de contas dos primeiros 100 dias de governo, entre os assuntos que chamaram a atenção está o valor que a Prefeitura deve gastar com a reforma do imóvel onde antes funcionava o Centro Pop. “Lá onde funcionava o Centro Pop ficou muito tempo pagando aluguel sem usar o prédio. Dívida de R$ 36 mil de aluguel. Abandonaram o prédio… Sabe quanto custa para consertar? Quase R$ 400 mil. Nós temos que devolver a casa para o dono intacta, teremos que reformar para devolver”, disse o prefeito na ocasião.

O Centro Pop deixou de funcionar no imóvel, localizado na Avenida Dr. Hélio Palermo, no início da pandemia da Covid-19. Na época, o governo do ex-prefeito Gilson de Souza (DEM) passou o atendimento de moradores em situação de rua para vários espaços, entre eles o Parque de Exposições “Fernando Costa” e o Ginásio “Demétrio Soares”, no Centro.

Segundo informações da Prefeitura de Franca, no período em que permaneceu fechado, cerca de sete meses, o imóvel não contou com serviço de segurança o que facilitou que vândalos invadissem o local. “Como a casa ficou fechada por mais de sete meses, sem serviço de segurança, a mesma foi totalmente depredada por invasores”, informou, em nota.
Assim que assumiu a Prefeitura e tomou conhecimento sobre as condições do local, a atual administração iniciou o processo de rescisão do contrato de aluguel que tinha validade até o mês passado. “Mediante a abertura de processo administrativo foi assinada rescisão contratual e formalizado acordo de indenização com o proprietário para reforma do imóvel.”

A casa foi inteiramente depredada. Banheiros e salas hoje encontram-se sem a mínima condição de uso. Os vândalos quebraram pias, privadas, pisos e até os ventiladores que existiam no imóvel. Para a reforma, de acordo com a Prefeitura, foram feitos três orçamentos. Para a formalização do acordo de indenização, foi utilizado o de menor valor, com desconto de 30% para a execução da reforma do imóvel pelo proprietário. Com isso a reforma pode custar aos cofres públicos até R$ 310 mil.

Somente nos três primeiros meses deste ano, antes da rescisão contratual feita no mês passado, a Prefeitura pagou o total de R$ 14,7 mil de aluguel. A Prefeitura informou que está em estudo a instalação do Centro Pop em outro lugar da cidade. Nos últimos meses circularam muitas especulações sobre o assunto e informações davam conta de que o prédio do antigo CSU (Centro Social Urbano), que até pouco tempo abrigava a DISE (Delegacia de Investigação Sobre Entorpecentes), seria o novo ponto onde o serviço seria implantado. A possibilidade gerou protestos dos moradores que chegaram a fazer um abaixo-assinado contra a instalação do serviço no local.

Centro Pop

O Centro Pop foi inaugurado em Franca no ano de 2013 e desde então foi alvo de uma série de críticas e polêmicas. O espaço atendia moradores em situação de rua oferecendo alimentação. Por dia, aproximadamente 70 pessoas passavam pelo espaço.

Ao longo dos anos, por diversas vezes o local onde a casa funcionava e a efetividade do serviço foram alvos de críticas dos moradores da região e também por parte das autoridades. O fechamento do serviço foi discutido por mais de uma vez.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Artigos relacionados

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo