Região

Cidades da região criam medidas para evitar aglomerações

O feriado prolongado neste fim de semana fez com que algumas cidades da região de Franca adotassem medidas para evitar aglomerações e assim, consequentemente, o avanço da covid-19. Delfinópolis (MG), Cristais Paulista, Rifaina, Miguelópolis e Guará são alguns exemplos.

Na mineira Delfinópolis, que vive a Onda Roxa decretada pelo Governo de Minas Gerais, foi decretada Lei Seca. A venda de bebidas alcoólicas está proibida a partir das 6 horas desta sexta-feira, 2, e se estende por todo o fim de semana. A comercialização não pode ser feita nem mesmo por delivery. Também foram instaladas barreiras no porto e uma empresa foi contratada para reforçar a fiscalização feita pelos fiscais municipais e a Polícia Militar está auxiliando nas ações.

“Não é o momento para recebermos turistas. As pousadas estão fechadas e caso recebam hóspedes estarão cometendo uma infração sanitária e receberão multa de até R$ 2 mil. Vivemos um momento crítico, sem leitos de UTI na região, é um momento de união para sairmos dessa situação”, reforçou a secretária de Saúde da cidade, Elisa Campos Pinto.

Em Cristais Paulista, de acordo com a assessoria de comunicação da Prefeitura, a prefeita Katiúscia Leonardo (PSD) se reuniu com o Comando da Polícia Militar para pedir reforço para evitar festas e aglomerações. Além disso, nos próximos dias a Vigilância estará de plantão para realizar a fiscalização nos condomínios de chácaras que ficam na divisa da cidade com Franca e que têm sido palco constante de aglomerações. É possível denunciar ações que desrespeitem as medidas restritivas através do telefone (16) 98198-5243.

Em Rifaina, que nessa quarta-feira, 31, registrou a nona morte em decorrência da covid-19 na cidade, as regras não são tão restritas quanto a dos últimos três fins de semana quando até mesmo supermercados fecharam para atendimento ao público. Agora a cidade passa a respeitar as regras da fase emergencial do Plano SP. As rampas e marinas náuticas seguem fechadas.

“O número crescente de casos na cidade desde fevereiro e que se intensificaram no mês de março foi um fator para que tomássemos medidas restritivas muito além do Plano SP. Fechamos rampas e marinas náuticas. Sabemos que este momento não é de lazer, mas de preocupação das autoridades públicas com a saúde pública, por isso esperamos que a população que nos visita tenha consciência”, disse Alcides Santos, o Cidinho, secretário de governo de Rifaina.

Outros locais

Em Miguelópolis a Prefeitura de Miguelópolis decretou lockdown nos próximos três dias. A fiscalização na cidade, conhecida pelas prainhas artificiais, será ampliada. O mesmo será feito nos ranchos e áreas de lazer. Estão proibidas, além de festas, qualquer evento que atraia mais do que dez pessoas no mesmo ambiente.

Estabelecimentos comerciais em geral, incluindo bares, restaurantes e academias também fecharão. No caso de supermercados, padarias e postos de combustíveis o atendimento presencial está proibido. A Prefeitura da cidade também proibiu completamente a venda de bebidas alcoólicas.


Em Guará a medida adotada pela Prefeitura também foi proibir a venda de qualquer bebida alcoólica. Se algum estabelecimento for flagrado vendendo as bebidas podem ser multados e até perder o alvará de funcionamento

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo