Região

Delfinópolis proíbe venda de bebidas alcoólicas para conter Covid-19

Para coibir festas e reuniões clandestinas na cidade, a Prefeitura de Delfinópolis (MG) proibiu a venda de bebidas alcoólicas entre as 18 horas deste sábado, 27, até às 6 horas de segunda-feira, 29. Nem mesmo a comercialização por delivery é permitida.

Em suas redes sociais a prefeita da cidade mineira, Suely Lemos (Solidariedade), afirmou que optou por tomar medidas mais enérgicas neste fim de semana após alguns estados anteciparem o feriado. “O momento em que a saúde de todo nosso país passa é preocupante e eu não quero que mais nenhum delfinopolitano passe pela tristeza de perder um parente ou amigo próximo, ou até pela agonia de aguardar um leito de UTI”, escreveu em sua página no facebook.

A cidade contará com um reforço na fiscalização neste fim de semana para coibir as festas e aglomerações, além de punir os comércios que funcionem de forma clandestina. “Nosso município é grande e possui belas cachoeiras e paisagens, mas não é hora de desfrutá-las agora”, completou a prefeita. A Marinha também fiscalizará embarcações de passeio que estejam na água.

“Não vou ficar de braços cruzados, vendo nossos leitos de UTI em Passos e em Cássia se exaurirem e fingir que nada está acontecendo. Mesmo que Delfinópolis tenha o menor índice de incidência de COVID-19 de toda região, aqui sempre teremos como prioridade a vida das pessoas, por isso as medidas são duras e enérgicas, mas extremamente necessárias para combater o coronavírus”, finalizou Suely Lemos.

Onda Roxa

Delfinópolis atualmente, assim como todo o Estado de Minas Gerais, está na Onda Roxa do Programa Minas Consciente. Ao menos até o próximo dia 04 de abril estão suspensas na cidade todas as atividades não essenciais, incluindo atividades sociais de qualquer natureza.

Assim, todos os pontos turísticos da cidade estão fechados. O proprietário que descumprir o decreto receberá multa de R$ 1 mil a R$ 2 mil por dia.

A população da cidade também pode ajudar a denunciar aglomerações, funcionamento irregular de comércio, atividades turísticas e serviços em desacordo com as medidas através do Whatsapp (35) 3525-1522 ou ligando para (35) 3525-1787.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo