Religião

As Primeiras Testemunhas da Ressurreição

Por Pe. Mário Trombetta

As mulheres, geradoras de vida, são as primeiras a irem ao sepulcro e constatar que o sepulcro está vazio, que Cristo está vivo, que ressuscitou: “Com medo e grande alegria, as mulheres correram a dar o anúncio aos discípulos” (cf. Mt28,8). Aqui é preciso levar em consideração outro fato: para a cultura judaica, o testemunho das mulheres não tinha quase nenhum valor, pois tradicionalmente, as mulheres geralmente não eram autorizadas a servir como testemunhas nem mesmo em tribunal rabínico ortodoxo.

As mulheres “entraram no Túmulo e viram um jovem, sentado do lado direito, vestido de branco” (Mc 16,5). Quando Adão e Eva foram expulsos do Paraíso, as portas do Paraíso se fecharam e ficaram os querubins vigiando a porta(cf. Gn 3,23). Os estudiosos da Bíblia dizem ser este jovem de branco um dos querubins que guardavam a porta do Paraíso.

Hoje, também, a Igreja Oriental Ortodoxa celebra a memória de São Dimas, o Bom ladrão crucificado ao lado de Cristo. Nas pinturas Ortodoxas, vemos São Dimas entrar com uma cruz pela porta do Paraíso, pois foi isso que disse Cristo a Ele: “Hoje estarás comigo no Paraíso”.  

Pe Mário Reis Trombetta

É vigário da Paróquia Cristo Rei, em Orlândia. Já atuou nas Paróquias Santana, São Crispim e Santa Rita de Cássia, em Franca. Fez Filosofia na Capelinha, com os Agostinianos e, em 1992, seguiu para Florença, Itália, e posteriormente, Madri, na Espanha, para concluir seus estudos. Retornou a Franca em 96 e foi ordenado padre em 98. Completa este ano 23 anos de sacerdócio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Artigos relacionados

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo