ColunasVanessa Maranha

Déficit de memória

Uma queixa recorrente, atualmente, nos consultórios médicos e psicológicos diz respeito aos déficits de memória. Muitos pacientes, de todas as faixas etárias, têm reclamado de que estão se esquecendo com frequência de fatos corriqueiros, de compromissos firmados etc. Para a neurociência, memória é toda informação que pode ser armazenada nos circuitos neurais do cérebro.

Processamento e retenção

Há vários tipos de memórias. As de eventos mais recentes são categorizadas como memórias de curto prazo (retêm a informação por menos tempo, até que ela seja esquecida ou armazenada), dois subtipos, que são as memórias imediatas (a informação é guardada logo que é recebida) e as memórias de trabalho (relacionadas à manutenção temporária e processamento da informação durante a realização de tarefas diversas).

Angústia

Dentre as hipóteses para as causas desta perda generalizada de memória estão a angústia frente ao modo de vida contemporâneo e inserido no contexto da pandemia (ansiedade, consumismo, competitividade exacerbada, empobrecimento relacional, queda das utopias, isolamento social, distanciamento da experiência intersubjetiva etc); conectividade e absorção excessiva de informações via mundo digital; stress crônico, depressão e, no limite, as demências, como Mal de Alzheimer, por exemplo.

Old photoalbum in the arms of tender yong woman

Memórias

Outros tipos mnêmicos, situados no espectro das memórias de longo prazo, são as memórias declarativas; memórias não-declarativas; memórias semânticas e memórias episódicas. Todos esses tipos podem ser afetados pela forma como vivemos. A boa notícia é que é possível modular nossa memória, sem essa sensação de perda de controle sobre si mesmo, que tais lapsos propiciam.

Ajuda

É sempre importante fazer a verificação de hábitos de vida mais saudáveis, como sono equilibrado, alimentação saudável, interações intelectuais e interações sociais. Buscar psicoterapia, caso esteja experimentando desorganização mental e comportamental, angústia excessiva ligada a questões emocionais. Pensar também nos filtros de proteção que precisamos desenvolver em relação à exposição à informação, verificar tempo e qualidade desta.

Mais

Vale a pena gastar tantas horas do dia com informações vazias de redes sociais? Lembre-se que a capacidade de memória não se expande; nossa memória é mesmo como um HD de computador, portanto, faça uma triagem, seja mais seletivo em relação às informações que você deseja reter.

Mindfulness e Meditação

Exercite o Mindfulness e a meditação como recursos para sua organização mental; Mindfulness é um treinamento para desenvolver a atenção plena, minimizando a flutuação da concentração durante eventos que sejam significativos e que mereçam ser retidos na memória. A meditação é a capacidade de relaxamento progressivo aliada a técnicas de respiração para ‘deixar a mente em branco’ – meditar é exatamente não-pensar, é descansar a mente.
Procure um psicólogo para saber mais a respeito

Vanessa Maranha

É Psicóloga, Jornalista, Escritora Premiada, colunista da FF.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo