Inspirados

Ativa idade!

Dois fenômenos nos acompanham na jornada

Que percorremos, da flor da idade, a juventude,

Às névoas do inverno, da espinha arqueada.

Seremos folhas secas do outono da saúde?

Envelhecer é inevitável! – uma frase feita,

Por todos repetida, com foros de axioma.

Dando-se de modo normal a gente aceita.

Sendo senilidade é patológico, esvai-se o aroma.

Comportamentos e hábitos desregrados alimentamos.

Pensar no amanhã, na redução das funções vitais,

De precipitados e antissociais nos acusam, convenhamos!

É porque somos jovens, desconversamos os seus sinais.

Por ser prudente limpar as calhas, é ação,

Enquanto o tempo está firme, é segurança.

Quando vier o mal tempo, do andar com lentidão,

A mente se preservará sadia no físico sem confiança.

No conceito cronológico, que detestamos,

Idosos ficamos depois de certa idade, admitimos.

Mas é simplificar ao máximo, rebelamos.

O direito à qualidade de vida é pétreo, insculpimos.

Theo Maia

Advogado Previdenciarista. Sócio-administrador da Théo Maia Sociedade de Advogados (OAB-SP 16.220)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo