Inspirados

Oportunistas

Por Théo Maia

Milhões de desempregados, de desesperados,

Batendo pino por causa de um vírus inusitado.

Famílias presas em casa, criminosos liberados.

Direitos humanos, diz o Ministro togado!

O antídoto da vacina é a negação

Produzida nos laboratórios da situação.

Pai dessas crianças ninguém é não!

Enterros em valas expõem a desolação.

O capitão dá ordens a generais,

Que as seguem como vegetais.

Os civis, população, abaixo dos iguais,

Valem menos que símbolos nacionais.

O sentimento de pertença parece ausente

Compromete o espírito de nação convergente.

No dual conflito ideológico presente

O vê de vida é de voto, ao inclemente!

A ciência, desdobrando-se em concorrência,

Também serve ao mercado da emergência.

Candidatos à imunização, na fila da preferência,

Se sorte têm, ficam devendo à deferência.

Aos esquecidos pelos altos políticos

Que amam os espíritos raquíticos:

O reino de Deus e sua justiça, ansiolíticos,

Na insegurança desses dias críticos!

Théo Maia 20/03/2021

Theo Maia

Advogado Previdenciarista. Sócio-administrador da Théo Maia Sociedade de Advogados (OAB-SP 16.220)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Artigos relacionados

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo