Opiniões

_ MEMÓRIAS AFETIVAS _

Memórias afetivas são lembranças com um enorme poder de transformar nossas almas. Estas lembranças são construídas em todos os momentos da nossa vida em que recebemos e doamos o amor mais puro do nosso coração, criando um fluxo de energia que faz uma ponte entre nossa alma e a das outras pessoas envolvidas. Estas memórias são construídas desde a mais tenra idade, quando recebemos amor de nossos pais, fazemos brincadeiras juntos, passeamos, quando eles nos contam histórias e fazem com que nos sintamos genuinamente amados. Isso se estende ao restante de nossos familiares, avós, irmãos, tios, primos. Mais tarde construiremos estes laços com nossos amigos. Nem sempre as memórias afetivas são construídas em momentos bons.

Quando estamos resfriados e alguém vem cuidar de nós, nos traz um remédio, um chá quente, palavras de carinho e conforto, isso constrói estas pontes de luz. Quando estamos chateados e tristes com algo que aconteceu e alguém que nos quer muito bem chega do nosso lado e nos conforta, ou quem sabe só fica ali sem dizer nada com palavras, mas sua presença já diz tudo: “ei, estou aqui, você não está sozinho, vai ficar tudo bem.” Isso nos dá a sensação de que somos amados e importantes para alguém, uma das sensações mais poderosas que existem. Memórias afetivas são como um farol de luz nas noites sombrias da nossa alma, elas são capazes de ativar nossos sentimentos de amor e felicidade quando estes sentimentos parecem nem existir mais.

Pode acontecer de nos privarmos da criação de memórias afetivas como um mecanismo de defesa psicológico movido por uma crença negativa. Por exemplo, imagine uma criança cujos pais a maltrataram muito, ou que foi rejeitada pelos amigos na escola e não teve apoio em casa para lidar com isso. Essa criança pode crescer acreditando que a vida é só sofrimento, que ela não merece receber amor e felicidade, que ela é uma pessoa ruim porque os outros a maltratavam, que ninguém é de confiança e que ela não deve criar vínculos com as outras pessoas para se proteger. Quando essa criança virar um adulto, ou mesmo na adolescência, criará um muro em volta das suas emoções e não permitirá que ninguém a veja como ela realmente é. Ela repelirá qualquer tentativa das pessoas de se aproximarem dela, não se permitirá amar nem ser amada. Esse tipo de crença se não for curada pode bloquear uma pessoa a vida inteira impedindo-a de atingir seu potencial e crescer como indivíduo.

Memórias afetivas são pílulas de cura capazes de nos curar e curar os outros. A partir do momento em que temos consciência do que são e de como criá-las, devemos fazer isso de forma consciente em nossas vidas. Dedique seu tempo com as pessoas que você ama, deixe que elas saibam como são importantes para você. Doar nosso tempo é uma das coisas mais preciosas que podemos fazer pelos outros. Permita que as pessoas 221 façam o mesmo para você, que elas possam dedicar o tempo delas para cuidar de você nos dias de tristeza e se alegrarem contigo nos dias de alegria. Quase todos os problemas que enfrentamos no mundo nascem das emoções mal resolvidas, das pessoas sentirem que não são importantes ou que não são boas o suficiente, que não merecem ser amadas e respeitadas. Doe amor e se permita recebe-lo, para que sua alma se inunde de memórias afetivas, energias poderosas que guiarão sua vida no caminho da alegria, da paz e do amor por tudo o que existe.

Capítulo 47 do Livro “Só se vê bem com a alma – Reflexões sobre o essencial da vida – Denis Carvalho – Publicação independente.

Denis Carvalho

É orador, Terapeuta Holístico, escritor e pós-graduando em Inteligências Múltiplas e Mindfulness. É entusiasta há mais de quinze anos do estudo de religiões e espiritualidade, do contato entre o humano e o divino e da busca por autoconhecimento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo