Opiniões

A correção do aluguel foi parar nas nuvens

Rodrigo Barion

IGP-M de 31,10% em 12 meses. Como fica o meu aluguel?

Segundo a FGV (Fundação Getúlio Vargas) o IGP-M de março de 2020 foi de 2,94%, divulgado ontem. Com esse resultado, nos últimos 12 meses o índice acumula uma alta de 31,10%.

Vamos voltar um pouco.

Você sabe o que é o IGP-M?

Ok, índice para reajustar o aluguel. Sim, mas vamos desenvolver um pouco mais.

Foi criado no final dos anos 40. Mensalmente a FGV apuras os preços entre os dias 21 do mês anterior e 20 do mês atual.

A FGV faz uma média entre 3 índices:

IPA-M (Índice de Preços ao Produtor Amplo – Mercado) – Peso 60%

Preços recebidos pelos produtores domésticos, tanto industriais quanto agropecuários.

Já deu para começar a entender, certo? Não? Então não viu para quanto foi a soja, o milho?

IPC-M (Índice de Preços ao Consumidor – Mercado) – Peso 30%

Aqui se mede o poder de compra do consumidor, como alimentação, educação, transporte.

INCC-M (Índice Nacional do Custo da Construção – Mercado). – Peso 10%

Com apenas 10% de peso do custo vida, na real mesmo, mas como sentimos nesses últimos 12 meses!  O tal índice calcula o custo para construir.

E como ficam os contratos de aluguel, que é o que mais te interessa, fala a verdade!

Segundo o índice FipeZap, o reajuste dos aluguéis nos últimos 12 meses está em 2,7%. Sim, apenas 2,7%.

Desde o início da série DataZap em 2009, nunca houve um descolamento tão relevante entre reajuste dos aluguéis e o IGP-M.

Quase 60% do IGP-M estão relacionados ao atacado e apenas 30% refletem os preços ao consumidor. Por isso é que houve tamanha divergência.

Atualmente, pesam sobre o IGP-M: alta do dólar, reajuste dos preços das commodities e claro, choque de oferta em algumas indústrias em função da pandemia.

Claro que você não tem culpa, nem deveria ter seu aluguel reajustado em 30% (trinta por cento) porque a China resolveu comprar mais minério e soja…

Começam os questionamentos, se os brasileiros que têm os seus salários reajustados pelo IPC-A, não deveria também ter seus contratos de aluguel também reajustados desta mesma maneira?

Concluo que estamos em um momento em que todos perdem.

Se você é proprietário de um imóvel, saiba que não será possível reajustar nem de porto com o índice IGP-M. Se você é o inquilino, é hora de apresentar ao locador as inúmeras causas de perdas de renda, de emprego, do excesso de oferta de imóveis para locação, causados por esta pandemia, e argumentar, com razão, que o índice FipeZap esta muito mais condizente com a atual situação do país.

A simples ameaça de devolver as chaves pode abrir as portas de um bom acordo.

(Fonte: https://fipezap.zapimoveis.com.br/)

Rodrigo Barion

Assessor de investimentos na br.Investe | Safra Investe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo