Opiniões

Majestosa, lindíssima e centenária

Por Elaíse de Mello Barbosa

O “Paineirão”, localizado na Rodovia Cândido Portinari – sentido Franca a Cristais Paulista, foi declarado “imune ao corte” pela lei 8.238 de 3/3/2015, evitando assim seu corte por ocasião da duplicação da rodovia que acabou sendo levemente desviada para acomodá-la. O autor do movimento de preservação desta árvore foi o biólogo Mateus Domingos, que mobilizou a população em sua defesa – fica aqui nossa gratidão.

Árvore centenária, histórica, certamente contaria muitos causos se pudesse falar. Como não se apaixonar por um ser tão majestoso, assim coberto de flores?

A Lei 8.104 de 14/7/2014 determina em seu artigo 15 parágrafo 2o que as árvores imunes ao corte devem ser cadastradas e identificadas por meio de placas indicativas. Essa placa não está colocada no local até hoje, 6 anos depois da promulgação da lei que a protege.

Por outro lado, os guardiões desta árvore magnífica são os chapas que ali fazem ponto, e que infelizmente pregaram uma placa de propaganda no tronco do “paineirão”. Usar árvores para colocação de cartazes e anúncios em locais públicos é proibido pelo artigo 19 da lei 8.104. Será que nosso patrimônio vegetal não merece esse cuidado?

As paineiras são árvores que florescem para marcar o final do verão, o início do outono. Vamos aproveitar para usufruir desta beleza rosa estonteante!

Elaíse de Mello Barbosa é engenheira de alimentos, escritora e líder do Comitê Verdejar do Grupo Mulheres do Brasil, Núcleo Franca.

2 Comentários

  1. A Elaíse deve estar enganada, não é possível!
    Pode ser que o perfume que evola de seu texto inebrie o leitor.
    Que jeito é esse de reeditar a Primavera, em leal concorrência com um outono respingado de vírus mortais, achando que somos sementes?
    Esta Casa é sua.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo