Opiniões

Você sabe por que você existe? Se a resposta for sim, não precisa ler este texto

Você já deve ter escutado aquela frase de que a direção é mais importante que velocidade, mas até que ponto você leva isso para tua vida? Hoje em dia um sério problema que muitos vivenciam é não encontrar satisfação no que fazem simplesmente porque não possuem tempo para se autoavaliar e mapear o que realmente faz sentido para suas vidas. Parece um pouco assustador pensarmos que pessoas não são realizadas porque estão muito ocupadas fazendo algo que não as alegra. Infelizmente isso é mais comum do que imaginamos.

Quando falamos de proposito, uma realidade que distorce muito a percepção das pessoas é a comparação. Hoje com o constante compartilhamento dos acontecimentos, os cenários geram uma interpretação equivocada de satisfação. O fato de você ver alguém supercontente salvando pequenas tartarugas que precisam de ajuda, que se motiva em acordar muito cedo e visitar diversos lugares pelo mundo onde os animais correm perigo e que é intensamente realizado dedicando toda sua vida a esta causa, não significa que preservar tartarugas é o que gera felicidade.

Imagine um belo pé de laranja. Essa arvore frutífera produz grandes e corados frutos alaranjados. Agora imagine um pé de maçã que olha para a arvore de laranja e fica triste, insatisfeito e se questionando por que seu fruto é vermelho sendo que ele acha que deveria gerar frutos alaranjados. A vida mostra que ao olharmos para fora para encontrar o proposito, corremos o risco de seguir um caminho que não é nosso e dessa forma nos afastar cada vez mais do que traz cor e sentido a nossa existência.

Uma coisa é certa, você não consegue plantar um fruto que nasce nas montanhas em baixas temperaturas, em um solo arenoso e quente de um deserto. Cada um produz em seu solo, em temperatura específica e em suas particularidades. Descubra qual é o teu fruto e consequentemente qual o melhor cenário para produzir, se si der conta que não está em terreno propicio, mude de ambiente, você não é uma arvore.

Como dizia o grande Winston Churchill, o sucesso é ir de fracasso em fracasso sem perder o entusiasmo. Todo tipo de fracasso, gera ensinamento e aprendizado e todos que hoje vivenciam plenamente seus propositivos, não nasceram sabendo disso. Errar nada mais é do que uma maneira de descobrir o que não fazer e uma oportunidade de tentar uma nova forma. Cabe a cada um tirar aprendizado ou desistir. Ninguém consegue impedir que algumas coisas aconteçam, mas todos podemos controlar nosso cérebro e conscientemente alterar a forma com que interpretamos tais coisas. O segredo está no que você faz a respeito das coisas que você não controla. Gaste o tempo que for necessário para descobrir o que te gera satisfação e praticamente tudo na sua vida passará a ter mais sentido, se não tem esse tempo, encontre-o, é o sentido da sua vida que está em jogo.

Plínio Reis

É administrador de empresas formado pelo UniFacef, é especialista tributário há mais de 10 anos, tendo atuado nas maiores consultorias tributárias do mundo. É francano e mora em São Paulo, onde é CEO na Bart Gestão Tributária

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo