LocalSem categoria

Em meio à pandemia, número de microempreendedores cresce 21,9% em Franca

Carol Ribeiro – O número de MEIs (Microempreendedores Individuais) cresceu 21,9% em Franca em meio à pandemia. Os dados são do Portal do Empreendedor e mostram que, enquanto no dia 7 de março de 2020 existiam 21.817 MEIs, no último dia 6 de março eram 26.615 MEIs: 4.798 microempresas foram abertas no período.

O aumento do desemprego, a busca por novas formas de obter renda, além da segurança da formalização são apontados pelo analista de negócios do Sebrae-SP, Douglas Figueiredo Macedo, como fatores que influenciaram o crescimento das MEIs. “Para muitos essa é a opção ideal para uma nova fonte de renda. Além da alta taxa de desemprego, temos também muitos que estão se formalizando para obter o benefício previdenciário”, explica.

Dados do Portal do Empreendedor mostram que os prestadores de serviços – como pedreiros, pintores e obras de alvenaria, além de pespontadores, que trabalham com acabamento – e também profissionais que trabalham diretamente com o comércio de vestuário e calçados em plataformas on-line são os que mais buscaram a formalização neste um ano de pandemia em Franca.

“Trabalho no setor de construção civil há oito anos. Com a MEI vi a oportunidade de crescer na área e prestar serviço diretamente. Com ela tenho mais opções e não fico preso a CLT”, explica Fernando Assis, 26, que abriu recentemente uma empresa que presta serviços de acabamento. “Me planejei e me preparei para este momento, sabemos que existem as dificuldades, mas com planejamento e estudo de mercado é mais fácil e, mesmo com a crise do coronavírus, a construção civil é um setor que sempre tem demanda”, concluiu.

O empreendedor Fernando Assis, 26, em uma das obras onde presta serviços como MEI (Foto: Divulgação)

Agora microempreendedoras, as sócias de uma fogazzaria Letícia Sousa, 24 e Caroline Souza Melo, 26, decidiram empreender na busca por um futuro melhor. “Queríamos abrir um negócio, algo nosso para construir um futuro”, conta Letícia. Como ambas gostavam de cozinhar e recebiam elogios pelos pratos que faziam, começaram então a planejar o negócio.

“Planejamos o negócio por um mês e ainda levamos mais uns dois meses para de fato tirar a ideia do papel. Empreender não é fácil, mas adoramos, é difícil as vezes mas adoramos a ideia de conseguir abrir um negócio e ter a ideia de sucesso em um futuro não muito longe”, completou Letícia. A Fogazzaria foi inaugurada em setembro do ano passado.
Vantagens

Entre os atrativos para quem opta pela abertura da MEI está o acesso facilitado a melhores linhas de crédito, melhor negociação com fornecedor, mais possibilidades de pagamento para os clientes e emissão de nota fiscal, até previdenciárias como o INSS, aposentadoria e licença-maternidade. É possível abrir a MEI pelo próprio Portal do Empreendedor.

Apesar da facilidade para abrir uma MEI, o analista de negócios do Sebrae-SP Douglas Macedo alerta para a necessidade de planejamento. “Antes de investir dinheiro é preciso fazer um planejamento amplo do negócio para não se dar um passo maior que a perna”, pontua. “O mercado está mudando muito rápido e é preciso ter um controle financeiro muito bem estabelecido.”

O Sebrae-SP auxilia todo o processo de abertura e até regularização das MEIs. Durante a fase emergencial do Plano São Paulo o Sebrae mantém atendimento através do telefone (16) 3111-9900.

2 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo